Today we left Cadiz towards Valencia. Given the distance, we stopped in Malaga to spend the night. We traveled 300 km to Malaga, one of the largest cities in Spain. Initially, we followed the coastline, later we took a small detour and discovered a small enchanted village: Vejer de la Frontera. On top of a mountain and with a unique architecture Vejer de la Frontera was a nice change of scenery. From there we followed miles of beach until Gibraltar. We continued, with some expectation, towards the “Tip of Europe”. After passing the border control (curiously done by the Spanish police) we entered the Airport of Gibraltar … yes … you read well: the only way to enter Gibraltar by land is through the Airport.
To our relief, we noticed that the traffic continued on the right-hand side, and there we headed towards the Rock. We continued to Europe Point where we could observe Africa in the distance. Africa…on an upcoming adventure … who knows …
As we still had a little time we decided to go up to the top of the cliff. Although there is a road there, it is prohibited to drive to the top and we ended up not going because it would take 1h to go and return and we still had many kilometers to go. If you go to Gibraltar, make sure you have time to climb the mountain … the monkeys at the top, are always ready to appear in the photos and rob the tourists… They will ensure the climb is worth your time.

Some interesting facts about Gibraltar:

When Spain ceded Gibraltar to Britain after the war of succession, one of the conditions was that neither Jews nor Moors could live or be resident in Gibraltar. This restriction was ignored … we might even find a huge mosque at Europa Point that cost more than 5 million pounds.

The border was closed for years and did not open until 1985.

Diesel, alcohol, and cigarettes are much cheaper in Gibraltar than in Spain. The Spanish police supervise the departure of goods from Gibraltar. The Spaniards have a limit of goods that they can buy in Gibraltar … above that, they have to pay the tax when they get back to Spain (if we were Spanish they would have taken our car to pay the taxes).


 

Dia 10 – A caminho de Valência  

Hoje saímos de Cádis em direção a Valência. Tendo em conta a distância paramos em Málaga para passar a noite. Percorremos 300 km até Málaga, uma das maiores cidades de Espanha. Inicialmente junto à costa, acabamos por nos desviar um pouco e descubrir uma pequena vila encantada: Vejer de la Frontera. No cimo de uma montanha e com uma arquitetura única Vejer de la Frontera foi uma mudança de paisagem agradável no trajeto. De lá seguimos quilômetros de praia até Gibraltar. Seguimos com alguma expectativa em direção à “Ponta da Europa”. Após passarmos o controlo fronteiriço (curiosamente feito pela polícia espanhola) entramos no Aeroporto de Gibraltar…sim…leram bem: a única maneira de entrar em Gibraltar por terra é atravessando o Aeroporto.  

Para nosso alívio verificamos que o trânsito continuava pela direita e lá seguimos em direção ao Rochedo. Seguimos até Europa Point onde conseguimos observar África ao longe. Numa próxima aventura….quem sabe…

Como ainda tínhamos um pouco de tempo decidimos ir até ao cimo do rochedo mas, apesar de haver estrada até lá, está proibida a passagem de carro até ao topo e acabamos por não ir pois levaríamos 1h a ir e voltar e ainda tínhamos muitos quilômetros por fazer. Caso vão a Gibraltar, certifiquem-se que têm tempo para subir…os macacos no topo, sempre prontos para aparecer nas fotos e roubar os turistas farão valer o tempo da subida.

 

Algumas curiosidades sobre gibraltar:

 

Quando Espanha cedeu Gibraltar à Grã-Bretanha, após a guerra da sucessão, uma das condições foi que nem judeus ou mouros pudessem morar ou ter residência em Gibraltar. Esta restrição foi ignorada…podemos até encontrar uma mesquita enorme em Europa Point que custou mais de 5 milhões de libras.

 

A fronteira esteve fechada durante anos e só voltou a abrir em 1985.

 

Gasóleo, álcool e cigarros são muito mais baratos em Gibraltar que em Espanha. a polícia espanhola fiscaliza a saída de bens de Gibraltar. Os espanhóis têm um limite de bens que podem comprar em Gibraltar…acima disso têm de pagar o imposto a voltar a Espanha (se fossemos espanhóis tinham-nos levado o carro).

Europa Point in Gibraltar. You can see Africa in the back!

Vejer de la Frontera – a lovely village we found by chance

Mesquita Ibrahim-al-Ibrahim in Gibraltar

on our way to Gibraltar

%d bloggers like this: