Located on the east coast of Spain, Valencia is the third largest city in Spain, after Madrid and Barcelona, and so far my favorite city in Spain.
As you would expect in a city of this size, we find the streets full of movement, whether by tourists or locals. Despite the high movement of the main roads and squares we quickly managed to escape the crowds and scams for tourists by following a small street of the city.
When we got to the city, we got a small tourist map that we quickly tossed into the trash. The town is full of monuments wherever we go, and we decided to spend more time looking at it and less at the map. Lost in this “medieval town” (founded in 138 BC), here is the top 3 of the places we were able to identify:

1 – Torres de Quart.

Our favorite spot in all Valencia. At the top of this fortified gate of the ancient wall, we were able to observe the entire city. 2 € well spent.

2 – Cathedral of St. Mary of Valencia

Its construction took several centuries and this is noted for the mixture of styles: Romanesque, French Gothic, Renaissance, Baroque and Neoclassical.
The cathedral was used as a mosque by the Arabs but, in 1238, after the reconquest was again consecrated. An essential monument to visit in Valencia. Even lost through the city the cathedral is not difficult to find. You can see its imposing construction from several points in the city.

3- Mercat Central

Operating as a market since 1839 this is an interesting place. Although we find more tourists here than locals; the variety of products from the most distant points of Spain makes the visit worthwhile.

We enjoyed Valencia: the city is beautiful, the people are friendly, and the prices do not vary much from the rest of Spain. In our visit, we still had time to try the local food: Paella Valenciana from which we will share the recipe once we learn how to do it (it may take some time!).
Our only criticism of the city is in regards to the bad smell that we can feel in several parts of the city.  If you ask the locals they will tell you it comes from the Generalitat palace but, the truth is that the scent comes from the untreated waters used in the various sources of the city – a problem that could easily be solved (maybe a business opportunity here!).
After talking with locals, we know that the best time to visit Valencia is in March, the height of the local festivals: Les Falles (in Valencian) which is known as the Valencia Carnival. Certainly a good excuse to return to Valencia.


 

Situada na costa leste de Espanha, Valência é a terceira maior cidade de Espanha, depois de Madrid e Barcelona, e até agora a minha cidade preferida em Espanha.

Como seria de esperar numa cidade deste tamanho, encontramos as ruas cheias de movimento, quer por turistas quer por locais. Apesar do grande movimento das ruas e praças principais facilmente conseguimos fugir às multidões e embustes para turistas seguindo por uma pequena rua da cidade.

Ao chegarmos à cidade conseguimos um pequeno mapa turístico que rapidamente atiramos para o lixo. A cidade encontra-se cheia de monumentos por onde quer que vamos e decidimos passar mais tempo a olhar para ela e menos para o mapa. Perdidos por esta “cidade medieval” (fundada em 138 A.C.) eis o top 3 dos locais que fomos capazes de identificar:

1 – Torres de Quart.

Definitivamente o nosso local preferido em toda a Valência. No topo deste portão fortificado da antiga muralha conseguimos observar toda a cidade. 2€ que valem a pena gastar.

2 – Catedral de Santa Maria de Valência

A sua construção levou vários século e isso nota-se pela mistura de estilos: romanesco, gótico francês, renascentista, barroco, neoclássico. Esta catedral foi usada como mesquita pelos árabes mas voltou a ser consagrada em 1238 após a reconquista. Um monumento imprescindível na visita a Valência. Mesmo perdidos pela cidade a catedral é difícil de não encontrar. A sua construção imponente vê-se de vários pontos da cidade.

3- Mercat Central

A funcionar como mercado desde 1839 é um local interessante. Apesar de por aqui encontrarmos mais turistas do que locais; a variedade de produtos dos pontos mais distantes de Espanha faz com que a visita valha a pena.

Gostamos imenso de Valência: a cidade é linda, as pessoas são simpáticas e os preços não variam do resto de Espanha. Na nossa visita ainda tivemos tempo de experimentar a comida local: Paella valenciana da qual partilharemos a receita assim que aprendermos a fazê-la (mode demorar algum tempo!).

A nossa única crítica à cidade é em relação ao mau cheiro que se sente em muitas partes da cidade. Se perguntarem aos locais estes vão dizer que o cheiro vem do Palácio da Generalitat mas na verdade é  proveniente das águas não tratadas utilizadas nas várias fontes da cidade – problema que poderia ser facilmente resolvido (oportunidade de negócio quem sabe!).

Ao falar com os locais ficamos a saber que a melhor época para visitar Valência é em Março, altura das festas locais: Les Falles (em Valenciano) que é conhecido como o Carnaval de Valência. Certamente uma boa desculpa para voltarmos a Valência.

Valencia street

The Valencia Cathedral

Torres de Quart

Mercat Central

view from Torres de Quart

street art

“In the country of the blind, the one eye is king”

Shops usually have some street art on it

“Winter is leaving”…or not

door detail

One lovely building we found. No idea what it is!

more street art.
this vagabond cat is on fire 😛

Plaça de la Verge
One of our favorite spots!

In the Mercat Central

Lost in Valencia

Still lost…

“If I could give you only one thing in life it would be the capacity of seeing yourself by my eyes. Only then you would understand how special you are to me…”

Jaime I of Aragon, conquerer of Valencia

Paella valenciana

Some more amazing street art!

%d bloggers like this: